CORPO DO MOTOCICLISTA QUE COLIDIU CONTRA UM CAVALO SERÁ SEPULTADO NESTE SÁBADO

CORPO DO MOTOCICLISTA QUE COLIDIU CONTRA UM CAVALO SERÁ SEPULTADO NESTE SÁBADO

O acidente foi na noite de quinta-feira (22/11), na BR 369, próximo a represa do São Fernando, o motociclista voltava de um mercado , quando bateu contra um cavalo que estava no meio da pista, ele morreu no local do acidente.

José Aparecido de Oliveira de 63 anos. morava sozinho no Conjunto São Fernando em Rolândia, os filhos moram em São Paulo, ele também tem parentes que moram em Rolândia, irmã e sobrinhos.

Ele usava tornozeleira eletrônica e segundo uma sobrinha, o tio José, sempre foi uma pessoa muito tranquila e querida por todos, só que não teve sorte à cerca de uns 7 meses atrás, quando deu carona para uma adolescente e acabou caindo numa fria, a jovem estava portando droga e ele acabou sendo responsabilizado por isso, ficou aproximadamente seis meses detido, na época ele estava trabalhando em um cortume em Rolândia.

Ao sair da prisão, teve que usar a tornozeleira, mas já estava quase para ser retrada, faltando bem pouco tempo, segundo a família, ele não via a hora de se livrar disso, mas lamentavelmente não deu tempo.

José, ultimamente estava trabalhando como pedreiro e sempre foi um homem trabalhador, preocupado com os filhos e a família.

O corpo de José Aparecido de Oliveira será velado na Capela Mortuária da Vila Oliveira, a partir das 18:30 desta sexta-feira (23/11) e o sepultamento está marcado para às 10:30 da manhã deste sábado (24/11).

Aos familiares, os nossos profundos sentimentos de pesar. 

 

PROPRIETÁRIO DO CAVALO FOI IDENTIFICADO

Segundo informações, o animal que ocasionou o acidente era cadastrado, o que facilitou na identificação do proprietário.

Em caso de acidentes envolvendo animais soltos, se o proprietário for identificado, pode ser responsabilizado civilmente pelos danos provocados, bem como penalmente em caso de lesão corporal ou morte, na hipótese do dolo eventual, se for comprovado que sabia que os animais estavam soltos, ainda conforme a polícia