CONFUSÃO AMOROSA TERMINA COM DUAS MORTES EM ASTORGA

CONFUSÃO AMOROSA TERMINA COM DUAS MORTES EM ASTORGA

Um relacionamento mal resolvido terminou em tragédia no final da manhã desta quarta-feira, 12 de dezembro, no município de Astorga.

Uma mulher matou o atual companheiro e cometeu suicídio na sequência. Os dois seriam amantes e ela teria largado do seu antigo convivente, no entanto, ele teria terminado com sua companheira “mais ou menos”. Com isso, segundo informações, a mulher já havia ameaçado o homem de morte caso ele não assumisse o relacionamento de vez.

Uma sobrinha da mulher, teria encontrado os corpos e acionado a polícia militar, a sobrinha caminhava próximo ao bosque, momento em que notou um corpo boiando em uma represa no local.  Após avistar um par de chinelo próximo a represa, reconheceu como sendo de sua tia, ela foi até a casa da tia e encontrou o corpo do homem no interior da residência, com marcas de agressão, no local também foi encontrado uma barra de ferro.

A suspeita é de que a vítima, identificada como, Sidney Cândido da Silva, de 50 anos, tenha sido assassinado por espancamento.
A mulher identificada como, Dumira Rosa da Silva, de 49 anos, teria pulado na represa logo após, ter cometido o crime, e como não sabia nadar acabou morrendo afogada.
o crime deixou os moradores de Astorga abalados, já que os dois, eram pessoas muito conhecidas na cidade.

Os corpos foram encaminhados ao IML de Maringá. 

Sidney Cândido da Silva, 50 anos teria sido morto vítima de espancamento

O corpo de Dumira Rosa da Silva, 49 anos,  estava boiando no lago

 

 fonte: Plantão Maringá / Jornal Terceira Opnião