CAMINHÃO TOMBA EM CIMA DE VEÍCULO NO PARANÁ E OCUPANTES SOBREVIVEM

CAMINHÃO TOMBA EM CIMA DE VEÍCULO NO PARANÁ E OCUPANTES SOBREVIVEM

acidente entre um caminhão carregado de vasos sanitários que tombou em cima de um carro na PR-160, no trevo de acesso a Paulo Frontin, no sul do Paraná, chocou o estado. Apesar do impacto da batida e das imagens, que mostram o carro completamente danificado, os quatro ocupantes do carro sobreviveram, sem qualquer ferimento grave.

O motorista do veículo, Jaime Ferreira, de 41 anos, que trabalha como vendedor, estava com o sobrinho, o irmão e um amigo. Eles saíram de União da Vitória e iriam até Irati, na região central do estado, porém, a viagem de cerca de 115 quilômetros, foi interrompida.  Ferreira contou ao G1 que tudo aconteceu muito rápido e que logo após o acidente, enquanto estavam aguardando por socorro, era possível ouvir as pessoas ao redor comentando que não poderia haver sobreviventes.

Ele lembrou que mais uma pessoa iria junto com o grupo, mas acabou desistindo de última hora. “Acho que se estivéssemos em cinco pessoas no carro, alguém teria morrido. O meu cinto de segurança arrebentou e eu fui jogado para o lado do passageiro, o lado esquerdo do veículo foi o mais prejudicado”, descreveu.

Ferreira comentou a descrença das pessoas, quando viram como ficou o carro. “Parece que o policial já tinha até chamado o serviço funerário. Ninguém acreditou que estávamos bem, até a minha mulher, ela viu as notícias na internet e achava que eu tinha morrido. Ela estava falando comigo no telefone e não conseguia acreditar que eu estava vivo e bem. Só sofri um pequeno corte na mão, os outros ocupantes não ficaram com nenhum arranhão”, relatou.

Segundo o motorista, ele já havia notado que o caminhão seguia desgovernado pela pista a cerca de 100 metros de distância. Jaime tentou desviar do caminhão e acabou caindo na valeta na beira da pista. “Quando percebi o caminhão já havia tombado em cima do carro. Toda a carga de cerâmica quebrou em cima da gente e o teto do carro não amassou de uma vez só, ele foi amassando aos poucos, a gente foi vendo o teto abaixando em cima da gente. Depois de um momento parou, mas se tivesse amassado mais um pouco a gente teria morrido esmagado”, contou o motorista.

O motorista admitiu que o maior medo dele era de que o veículo expodisse, pois muito combustível escorria do caminhão. Segundo ele, os outros ocupantes do carro estavam com medo de morrer esmagados. “Eu nunca tinha pensado na morte antes, naquele momento eu pensei. Eu acho que foi milagre. Logo depois do acidente toda a minha família começou a chegar lá no local mesmo, foi emocionante reencontrar eles”, relatou.

De acordo com Ferreira, demorou cerca de 15 minutos para alguém passar na rodovia e ver o que tinha acontecido. "Depois de um tempo as pessoas começaram a parar para tentar ajudar. Eu ouvia uma senhora e um senhor tentando conversar com a gente. Nós só gritávamos", descreveu.

De acordo com o cabo do Corpo de Bombeiros, Mario Malinowski, que ajudou no resgate das vítimas, só foi descoberto que havia outro veículo envolvido no acidente quando a equipe chegou ao local. “Quando vi o motorista do carro, perguntei como estavam. Eles disseram que estavam tranquilos, mas não sabiam o perigo que corriam com toda a carga em cima deles”, relatou.

O único acesso para retirá-los, segundo o policial, era pelo parabrisa. Os bancos da frente precisaram ser cortados para que os dois passageiros de trás pudessem sair.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!