CERCA DE 3 MIL CONDUTORES DE ROLÂNDIA PODERÃO TER DESCONTO NA TARIFA DO PEDÁGIO

CERCA DE 3 MIL CONDUTORES DE ROLÂNDIA PODERÃO TER DESCONTO NA TARIFA DO PEDÁGIO

O prefeito de Rolândia, Luiz Francisconi Neto (PSDB), se reuniu durante a tarde da última quinta-feira (10) com representantes do Movimento Tarifa Zero, criado para pedir a isenção da cobrança no pedágio da BR-369, e apresentou a proposta enviada pela Viapar, concessionária que administra o local.    Segundo Francisconi, o desconto oferecido para 3 mil condutores de Rolândia segue os mesmos moldes do acordo firmado com Arapongas: aproximadamente 78% para 

veículos leves e e 76% para motocicletas.      

Com a redução, a tarifa cai de R$ 8,20 para R$ 1,70 (carros) e R$ 4,20 para R$ 1 (motos). Em contrapartida, a Viapar se comprometeu a pintar a sinalização horizontal dos 15 km da Avenida Presidente Vargas, trecho urbano da BR-369, que corta boa parte da cidade. 

Além disso, a empresa desenvolveria dois projetos para melhorar o acesso à Estrada do Caramuru, onde um hospital deve ser erguido, e outro que contempla a remodelação da saída de Rolândia para Cambé e Londrina.      Porém, o próprio município deverá correr atrás dos recursos. "Eu acho que é uma boa proposta. É praticamente impossível conseguir a gratuidade. O importante é que estabelecemos um diálogo e avançamos bem na negociação", observou o prefeito. Agora, o Tarifa Zero deve se pronunciar sobre os descontos ofertados até a semana que vem. 

"Acredito que podemos fechar o acordo com a Viapar até o final de agosto", sinalizou Francisconi.     Para o vereador João Ardigo (PSB), que participou da discussão, o Tarifa Zero não ficou contente com a proposta da Viapar. 

"Queremos que 6 mil motoristas sejam beneficiados com o desconto e que a empresa revitalize a região da Estrada do Ceboleiro. 

Essa contraproposta será apresentada ao prefeito", afirmou.  

 

 

Fonte: Portal Bonde/ Rafael Machado - Grupo Folha